Ideias que
conectam pessoas
Mobile marketing: o papel do smartphone em uma estratégia digital

Mobile marketing: o papel do smartphone em uma estratégia digital

Imagine você, em pleno 2016, sem celular ou tablet, podendo apenas contar com o tradicional desktop ou notebook… seria, no mínimo, estranho, não é mesmo?

Os dispositivos móveis se tornaram parte do dia a dia de muitas pessoas. A verdade é que sua função principal – a ligação – praticamente caiu em desuso devido ao avanço tecnológico que trouxe muitas outras funções.

Os aplicativos são, atualmente, os responsáveis diretos pelo boom de smartphones e tablets. As pessoas assistem TV enquanto postam no Facebook, tuítam ou fazem uma selfie no Instagram, além, é claro, de fazer um snap (Snapchat). As próprias mídias de massa se renderam e garantem sua presença nas redes sociais.

Dessa maneira, o mobile marketing assegurou-se como uma estratégia eficiente e de custo razoavelmente acessível. Por isso, não faltam motivos para justificar o investimento de marcas e empresas neste segmento.

Relacionamento

Estabelecer um relacionamento é criar um canal de conversa, de papo, em que o seu público olhe para sua marca/empresa como um amigo, alguém que possui como propósito inicial prestar apoio e auxílio em seus desafios e desejos.

O mobile marketing apresenta-se exatamente nesse sentido: um canal “na palma da mão” do seu cliente/consumidor, a um toque de distância.

Aumento na geração de oportunidades

As chances de uma pessoa sair do smartphone e ligar o computador para efetuar uma compra de um produto ou serviço são praticamente nulas. Assim, as empresas que disponibilizarem essa possibilidade, de maneira rápida e fácil, diretamente nos dispositivos móveis, estão muitos passos na frente.

Seus clientes e consumidores querem comprar, mas não querem sair do conforto do sofá, enquanto assistem uma série. Lembre-se disso!

Comodidade e conforto

No fim das contas, tudo se resume a exatamente isso: conforto e comodidade. Na era digital, é o cliente que dita as regras, que “manda” como, quando e onde quer.

Se você ainda não se convenceu do que o mobile marketing pode fazer pela sua empresa, confira este post 4 informações que você precisa saber sobre Marketing Mobile para 2016.

Até!

Michele Garbin

Redatora publicitária, mãe coruja e leitora assiduamente assídua. Graduada em Letras, Especialista em Metodologia no Ensino de Língua Portuguesa e Estrangeira e amante e aprendiz de publicitário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *