Ideias que
conectam pessoas
5 lições sobre o livro O Monge e o Executivo

5 lições sobre o livro O Monge e o Executivo

Básico para qualquer empreendedor, líder e administrador, o livro O Monge e o Executivo é uma autêntica história sobre a essência da liderança. Através de uma narração envolvente, o autor, James C. Hunter, ensina as principais características dos verdadeiros líderes.

Em suas 143 páginas, o leitor é convidado a fazer parte de um grupo que, durante uma semana, estuda com um dos maiores especialistas em liderança dos Estados Unidos, Leonard Hoffman. Durante as discussões, ele ensina de forma clara e eficaz os princípios da liderança.

Se você é um líder e está enfrentando dificuldades para trabalhar com sua equipe ou sente-se fracassado na sua missão, vai encontrar no O Monge e o Executivo muitas respostas. Ficou interessado? Então, confira 5 lições que podem ser extraídas sobre essa história surpreendente.

Liderança: a habilidade de influenciar pessoas

Você já parou para pensar, de fato, no sentido real da palavra liderança? O livro promove uma reflexão pertinente sobre o conceito logo nas primeiras páginas e apresenta uma definição bastante interessante para a expressão:

“Liderança: é a habilidade de influenciar pessoas para trabalharem entusiasticamente visando atingir os objetivos identificados como sendo para o bem comum” (p. 28).

Entende-se, portanto, que muito mais que uma função, liderança é uma arte: a arte de atrair e instigar pessoas a desenvolverem atividades para atingir um objetivo comum.

Poder x autoridade para liderar a equipe

Como você lidera a sua equipe: com poder ou autoridade? As palavras, que na teoria até podem ser consideradas sinônimos, na prática, funcionam de maneira bem diferentes.

Segundo os conceitos apresentados no livro, poder é “a faculdade de forçar ou coagir alguém a fazer sua vontade, por causa da sua posição ou força, mesmo que a pessoa preferisse não o fazer” (p. 29).

Já autoridade é “a habilidade de levar as pessoas a fazerem de boa vontade o que você quer por causa de sua influência pessoal” (p. 29).

Exercer poder sobre um grupo é tarefa fácil, mas conquistá-lo com autoridade requer muito mais empenho. Ela não é uma capacidade que nasce com o líder, mas que é adquirida com o passar do tempo e das experiências vivenciadas.

A autoridade também não pode ser comprada, vendida ou emprestada. Ela diz respeito a seu caráter e a quem você é como pessoa e não apenas como líder.

A importância do relacionamento nas organizações

O livro também relata a importância das relações entre as pessoas nas organizações, pontuando a liderança como um processo que compreende diversas atividades. O autor destaca que “a chave para a liderança é executar as tarefas enquanto se constroem os relacionamentos” (p. 37).

Isso porque os relacionamentos são a base de tudo, principalmente no mundo dos negócios. Afinal, sem pessoas não há negócios. Para que elas colaborem e cooperem entre si, construir relacionamentos saudáveis com todos os envolvidos no processo é essencial.

Liderar é servir

Outra característica essencial da liderança apresentada no livro é saber servir aos outros e sacrificar-se por eles. “O papel da liderança é servir, isto é, identificar e satisfazer as necessidades legítimas. Nesse processo de satisfazer necessidades será preciso frequentemente fazer sacrifícios por aqueles a quem servimos” (p. 70).

Dessa forma, líder não é aquele que somente dita regras e quer que os outros cumpram suas ordens, mas sim aquele que percebe e atende os desejos de seus liderados. Líder não é apenas aquele que sabe falar, mas é aquele que sabe, principalmente, ouvir.

O amor agápe como base da liderança

Amor agápe é sinônimo de liderança e significa como nos comportamos e não como nos sentimos. De acordo com o livro, é um amor incondicional, baseado na paciência, bondade, humildade, respeito, abnegação, perdão, honestidade e compromisso.

O amor agápe nos leva a servir, liderar com autoridade, quebrar paradigmas e ir ao encontro das pessoas e do sucesso profissional e pessoal.

Gostou do nosso post? Então, você também deve gostar de: 5 lições empreendedoras que você deve aprender com o livro Criatividade S.A.

Gabriela Gibikoski

Jornalista por paixão e formação, graduada em Comunicação Social - habilitação em Jornalismo. Cursando pós-graduação de Marketing Digital e Mídias Sociais e amando descobrir um novo mundo em uma agência de publicidade, propaganda e resultados.

3 Comentários

  1. Janete Lira
    5 de julho de 2016 às 22:57 · Responder

    Muito showww!!!!!!! 🙂 🙂
    eu estou lendo o Livro estou adorando, vivenciando, é conhecimento puro.
    Amei o post das lições retiradas do livro O monge e o Executivo.
    Recomendo pra quem gosta de Liderar e quebrar paradigmas

    • Gabriela Gibikoski
      6 de julho de 2016 às 08:46 · Responder

      Que bom Janete, obrigada pelo seu comentário! Ficamos felizes em saber que gostou do material 🙂 Continue acompanhando nosso blog, toda semana temos posts novos por aqui! Um abraço e até mais!

  2. Rogelio Soncini
    27 de abril de 2017 às 13:03 · Responder

    Excelente livro! Aliás ótima experiencia para quem quer repensar seus conceitos sobre liderança para a vida!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *