Ideias que
conectam pessoas
Marketing Digital #3: otimização SEO

Marketing Digital #3: otimização SEO

Como vimos no post anterior, para atrair visitantes ao nosso site, realizamos 3 ações: produção de conteúdo, otimização do conteúdo para os resultados de busca e compras de mídias usando o Google Adwords ou Facebook Ads.

Neste post, veremos algumas dicas de como otimizar nosso site com o auxílio de técnicas de SEO, que contribuem para um melhor posicionamento nos resultados de buscas orgânicas, aumentando, assim, o número de visitantes em seu site ou blog.


Otimização SEO

Como sabemos, o Google é presente em nossas vidas e é praticamente a primeira coisa que pensamos quando precisamos de alguma solução.

Esse comportamento traz para as empresas uma grande oportunidade: as pessoas estão buscando informações sobre o seu mercado. Então, o que fazer para aproveitar essa oportunidade de ganhar leads qualificados de forma gratuita?

O que muita gente não sabe é que a distribuição de cliques em uma página de resultados do Google é extremamente desigual. Mais de 80% das pessoas não chegam a visitar a segunda página da busca e quase 60% dos cliques acontecem apenas nos três primeiros resultados.

Por isso, são necessários todos os esforços em otimizações para as ferramentas de buscas, o popular SEO (Search Engine Optimization). Chegar ao topo exige muito esforço. Deixamos, a seguir, algumas dicas para que sua empresa tenha o conhecimento necessário e dê os primeiros passos da melhor maneira possível.


Dicas para otimização

Existem muitos aspectos que o Google analisa em uma página e são eles que dão dicas para a ferramenta se há uma forte relação com o tema buscado.

Algumas partes específicas de uma página possuem maior peso na busca e merecem uma atenção especial para que possamos ser considerados como resultado de uma busca desejada.

1 – Page Title

O Page Title não é necessariamente o título do artigo ou o que aparenta ser o nome da página para os usuários. É na verdade uma propriedade do código HTML, identificado através daquela frase que aparece em cima do navegador ou na página de resultados do Google.

Esse é o elemento mais importante da página para o SEO. No entanto, muitas vezes, seu espaço é ocupado por slogans ou frases que não descrevem bem a página ou usam as palavras-chave importantes para o negócio. Como resultado, o Google pode não identificar a relação do seu site com esses termos.

Procure descrever precisamente o que a página aborda. A ordem das palavras também importa: as primeiras tem maior relevância que as últimas. Além disso, a quantidade de palavras também tem valor: quanto menos palavras, maior a importância das mesmas.

Recomenda-se um tamanho máximo de 63 caracteres: essa é a quantia que costuma aparece no Google ao exibir os resultados de uma busca.

2 – URL (endereço da página)

O Google procura pelas palavras-chave também no endereço da página.

Por isso recomenda-se que ele seja descritivo, algo como http://meusite.com.br/nome-do-post, ao invés de códigos como no modelo http://meusite.com.br/a9ja8as6d.

Além disso, muitos dos links que você receber vão usar o próprio endereço da página como texto âncora, o que é também muito relevante.

3 – Imagens

Há, no código HTML, a opção de configurar um texto alternativo caso sua imagem não seja exibida. É o atributo Alt, que aparece da seguinte forma no código:

<img src=”imagem.jpg” alt=”Texto Alternativo”>

O Google utiliza essa informação para determinar o assunto da imagem e considera essa informação para os resultados da busca.

4 – Headings

No código de uma página é possível determinar subtítulos que indicam a prioridade de algumas partes da página. Eles variam do 1 ao 6, sendo o 1 o conteúdo mais importante. Os headings são indicados pelo código:

<h1>Título do cabeçalho</h1>

Recomenda-se o uso de um único H1 por página e, se necessário, múltiplos H2 e H3.

5 – Meta Description

A Meta Description é um código inserido na página que não tem peso como fator de rankeamento, ou seja, o texto que ali estiver não vai te fazer estar melhor ou pior posicionado para uma palavra-chave.

No entanto, esse fragmento costuma aparecer na página de resultados e serve para mostrar para o usuário o que a página aborda e convencê-lo de que vale a pena abrir para ler.

Dessa forma, preencher a Meta Description com um texto atrativo pode aumentar muito a taxa de cliques quando seu site aparecer entre os resultados.

6 – Textos simples

Apenas ter a palavra-chave ao longo do texto da página não vai ajudar muito se os outros itens não estiverem otimizados, já que seu peso é um pouco menor.

No entanto, recomenda-se que a palavra-chave apareça entre 3 e 5 vezes no documento para mostrar relevância. Mais do que isso pode ser exagero e passar a imagem de spammer.

7 – Links internos

Um link é uma forma importantíssima de mostrar ao Google a relação entre um tema, uma página e os links internos devem ser utilizados com frequência em seu site.

Evite links do tipo “clique aqui” e tente ser descritivo, utilizando as palavras-chave importantes da página da linkada.


Ferramentas para análise de SEO

Para auxiliar no processo de otimização de uma página, seguem algumas ferramentas gratuitas para análise de SEO e que possuem muitos outros critérios de avaliação:

Você também pode encontrar outras dicas sobre a otimização de sites e blogs no eBook Introdução a SEO.

No próximo post da série, falaremos sobre a terceira ação para atrair visitantes, a compra de mídias no Google Adwords e Facebook Ads. Até lá!

Cleiton da Silva

Webmaster atuante desde 2007, graduado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas; Pós-graduado em Desenvolvimento de Aplicativos para Dispositivos Móveis e certificado em Inbound Marketing pela Resultados Digitais. Eterno aluno, apaixonado por desenvolvimento web e marketing digital.

1 Comentário

  1. Otimização de sites BH
    3 de abril de 2017 às 11:23 · Responder

    Excelente post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *