Ideias que
conectam pessoas
Inovar para sobreviver: empreendendo em tempos de crise

Inovar para sobreviver: empreendendo em tempos de crise

Não podemos negar: o Brasil está passando por uma crise. Ao menos, isso é o que todo mundo fala. Algumas empresas já estão sentindo os reflexos desse momento. Se você faz parte desse grupo e está sentindo que seus clientes estão “sumindo”, esse texto é para você!

Verbas sendo diminuídas, contratos sendo reavaliados (e até rescindidos) e pedidos infinitos por descontos: essa é uma realidade (muito atual) das empresas e que está assustando consumidores e fornecedores.

Se o faturamento da sua empresa está sendo impactado por clientes que estão magicamente sumindo, essa é a hora de parar e reavaliar suas ações e estratégias. O momento de crise é assustador, mas, se bem administrado, pode ser a porta de entrada para a inovação e o reposicionamento no mercado.

Algumas medidas simples – e que, cá entre nós, deveriam ser tomadas diariamente e não só em momentos críticos – podem auxiliar num diagnóstico mais preciso para entender o motivo da “perda de clientes”. E mais: a escolher as melhores práticas para mudar essa situação.

Estude suas soluções: você realmente conhece o que está oferecendo ao mercado? Sabe de todas as vantagens e benefícios do seu produto/serviço? Se você está em dúvida, pare imediatamente e vá estudar a fundo seu negócio.

Um empreendedor com conhecimento (e não só com boa oratória) é uma necessidade nos tempos de hoje. Com conhecimento da sua solução, você tem mais argumentos e menos chances de errar com o seu público.

Conheça seu cliente: um dos maiores clichês da arte de vender e administrar. Sem fazer referência a pesquisas, arrisco a dizer que, pelo menos, 85% das empresas não conhecem de fato seu público.

Se você não sabe pra quem está vendendo, como você saberá a maneira correta para vender? É praticamente uma missão impossível! Além disso, lembre que quem atira para todos os lados, corre o risco de não acertar ninguém!

Seu atual cliente é o seu pote de ouro no final do arco-íris: se o seu cliente já optou por você, significa que ele já possui confiança no seu produto/serviço. E se ele já confia, as suas chances de vender novamente para ele são infinitamente e estratosfericamente maiores e melhores.

Voltando às dicas anteriores, se você conhece ambos, o cliente e as suas soluções, você está preparado para ofertar muito mais. Afinal, você já sabe: a compra acontece ou por necessidade ou por desejo? Não tem nenhum dos dois? Crie-os!

Inovação: quem não cria é esquecido! Se você acredita piamente que o que você possui é suficiente, sinto informar, mas seu negócio está fadado ao insucesso. Inovar e criar é evoluir!

Não pare no tempo: estude, procure o aperfeiçoamento, leia mais: conhecimento é imprescindível para se destacar. Todo e qualquer material sobre o seu ramo de negócio, sobre o mercado, sobre clientes e para o seu crescimento pessoal é válido.

Se a leitura não te ajudar com “o que fazer”, com certeza, você saberá, pelo menos, “o que não fazer”!

Muito mais do que vencer a crise, sua empresa pode fortalecer-se com ela. Seus clientes ficarão orgulhosos de saber que, ao invés de se deixar abater pelo momento, sua escolha é de evoluir e crescer e, acima de tudo, apresentar muito mais para o mercado.

Essa é uma atitude que garantirá, é claro, o crescimento da sua empresa (e do seu lucro também), mas também fidelizará o público certo e o tornará referência. Pense nisso!

Michele Garbin

Redatora publicitária, mãe coruja e leitora assiduamente assídua. Graduada em Letras, Especialista em Metodologia no Ensino de Língua Portuguesa e Estrangeira e amante e aprendiz de publicitário.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *