Ideias que
conectam pessoas
Medo de escrever? Conheça essas dicas e acabe com ele!

Medo de escrever? Conheça essas dicas e acabe com ele!

Acho que está pra nascer uma fobia tão grande quanto a aversão ao ato de escrever. Conheço – e poderia listar aqui – uma infinidade de pessoas que preferem matar um leão a ter que desenvolver um texto.

Mas, acredite e tenha calma: há tratamento pra essa “fobia”. O hábito de escrever realmente não é muito difundido entre os brasileiros. Desde a escola, a disciplina de Língua Portuguesa, ao invés de incentivar os estudantes, gera mais aversão.

Aqui na 2op, passamos por isso. Temos uma equipe multidisciplinar, composta por diretor de arte, designer, programadores, desenvolvedores, administradores. Apesar das diferenças de habilidades – o que, com certeza, agrega muito valor -, todos têm algo em comum: uma aversão à escrita.

Para iniciar nossas postagens aqui no blog, eu, na condição de redatora, ouvi muita reclamação. Mas, comecei a perceber que, ao iniciar ou, pelo menos, tentar escrever, aos poucos, a galera começou a se soltar. Como é uma prática recente, ainda há muito caminho a ser percorrido; mas, já vemos mudanças de comportamento em relação a essa tarefa.

Cada um, a partir da prática, desenvolve sua própria maneira de começar a escrever de forma mais natural. Algumas dicas podem ajudar a desenvolver essa técnica, olha só:

  1. Leia sempre!
    O ato de ler incentiva a escrita e amplia o vocabulário; e se você está munido de palavras, a escrita é só uma boa consequência. Não importa o que você vai ler, comprometa-se a diariamente ler, ao menos, um artigo; ou melhor, tire meia hora do seu dia para leitura.
  2. Tenha um blog (ou um caderno de anotações)
    Se você começar a escrever sobre o que gosta, você automaticamente gostará de escrever. Escreva sobre seu dia, sobre um assunto polêmico, enfim, qualquer coisa que te chame atenção. Dessa maneira, quando você tiver que escrever sobre algo (que não seja necessariamente o que você gosta), será muito mais fácil.
  3. Seja objetivo
    O ser humano tem uma necessidade incrível de se explicar. O brasileiro, em especial, é “enrolado” para dizer algo que, muitas vezes, poderia ser dito de maneira muita fácil. Tenha em mente o que você quer repassar quando for escrever e coloque isso na prática. Vale lembrar também que você não precisa usar palavras rebuscadas e chiques para escrever bem. Lembre-se: escrever bem é ser simples!
  4. Revise sua produção
    Certo: depois de vencer o pânico, você conseguiu escrever. Agora é hora de revisar. Você não precisa ser um especialista em Língua Portuguesa para revisar seu texto. Basta ter um dicionário e uma gramática simples para realizar essa tarefa. Depois de revisado, se você ainda tiver dúvidas, vale contar com a ajuda de um amigo para dar uma olhada e contribuir.

como-escrever-bem-sem-medo

Escrever não é um bicho de sete cabeças como acreditamos ou como parece ser. É um exercício de prática (assim como andar de bicicleta).

A ideia não é que você saia por aí escrevendo alucinadamente. O objetivo é que a sua escrita – seja ela de e-mail para clientes, fornecedores e parceiros de trabalho, ou de apresentações e comunicados em sua empresa – seja um processo leve e satisfatório. Além disso, que o objetivo de comunicar algo a alguém seja concluído com sucesso.

Minha dica é: deixe para trás esse pânico e se desafie. Tenho certeza que você ficará orgulhoso de si mesmo. Que tal começar a prática deixando um comentário aqui no post?

Michele Garbin

Redatora publicitária, mãe coruja e leitora assiduamente assídua. Graduada em Letras, Especialista em Metodologia no Ensino de Língua Portuguesa e Estrangeira e amante e aprendiz de publicitário.

12 Comentários

  1. Reinaldo
    28 de outubro de 2016 às 15:35 · Responder

    Artigo interessante para praticar e achar o caminho certo !Sou daquelas pessoas que demoro me inspirar de início mas depois acabo até sendo excessivo , ainda tenho um pouco medo de expor, naquilo que escrevo sou muito realista rs , na faculdade foi assim mas me saia bem , agora iniciandor um blog para nãp perder a prática mas futuramente apenas com meu estilo de escrever.

    • Michele Garbin
      8 de novembro de 2016 às 10:57 · Responder

      Olá, Reinaldo. Obrigada pelo seu comentário! Como você bem disse: praticar, esse é o segredo para alcançar o sucesso. Desejamos sorte nessa nova jornada com o blog! Continue nos acompanhando. Um abraço e até mais!

  2. Jana
    10 de janeiro de 2017 às 23:37 · Responder

    Nossa! Gostei muito dessa matéria! Tenho muita vergonha de es por minhas ideias , pois tenho medo de não conseguir usar à pontuação correta.

    • Gabriela Gibikoski
      23 de janeiro de 2017 às 14:31 · Responder

      Que bom, Jana! Ficamos felizes e agradecidos que tenha gostado do nosso artigo. Continue acompanhando nosso blog. Um abraço!

  3. Vilmar
    8 de março de 2017 às 07:47 · Responder

    Muito boas dicas!!!
    Mas o meu problema é em relação a escrever tipo com uma caneta em publico tenho fobia nao consigo escrever o proio nome.
    Tem alguma solução pra isso?

  4. Gillania
    17 de maio de 2017 às 16:38 · Responder

    Eu morro de medo e me da um nervosismo só em pensar que vou ter que assinar ate o meu nome eu não era assim .. Isso me deixa muito triste .. Morro de vergonha DD escrever em público minha letra é muito feia e quando estou nervosa fica pior nem eu entendo depois que passa o pânico tudo fica bem é muito medo de assinar QQ coisa … Nao sei o que é isso pois eu não era assim ..

  5. Gustavo
    27 de agosto de 2017 às 12:43 · Responder

    Gostei das dicas , gostaria de falar que mesmo sabendo escrever as palavras só o fato de escrever na frente de uma pessoa já me faz escrever errado..

  6. Sonia Prado
    13 de setembro de 2017 às 22:55 · Responder

    Acho que não fui compreendida. Eu escrevo bem, produzo textos bons e já fiz Mestrado na minha área. O que eu tenho é uma Fobia Social Circunscrita – medo de assinar e escrever em público, o que gera pânico é um desconforto muito grande.

  7. Alexandre ASH
    30 de setembro de 2017 às 14:17 · Responder

    Há anos que tenho dificuldades em escrever . No momento estou fazendo um curso on line line que exige que eu faça pelo menos três postagens semanais no fórum para cada disciplinar. O resultado é que fico postergando as publicações até o limite achando que devo ler mais a matéria ou arrumando outras tarefas como desculpa. A minha ansiedade é latente quando estou em vias de escrever. Diferentemente de outras situações, sinto me muito à vontade em realizar essa postagem. Acho que é porque as pessoas aqui compartilham dessa mesma dificuldade, onde não me julgaram caso eu cometa algum deslize de gramática ou desenvolvimento do texto. Gostei muito das dicas do blog e estou decidido a mudar a minha postura diante do problema que pelo que vejo atinge várias pessoas.

  8. Aline
    6 de julho de 2018 às 11:10 · Responder

    maravilhoso esse artigo, passa uma sensação de tranquilidade na hora da escrita!

  9. Paulo
    3 de agosto de 2018 às 08:53 · Responder

    Gostei muito, eu tenho esses tipo de problema. Na hora de escrever uma os de serviço chego passa mau, eu leio muito. Mas quando vou escrever esqueço tudo não sai quais nada. Já estou enlouquecendo com isso.

  10. Heloiza
    9 de agosto de 2018 às 06:02 · Responder

    As dicas foram excelentes, afinal de contas a prática que fará a diferença , então da li papel e caneta sem medo de ser feliz.

Deixe uma resposta para Paulo Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *